C
 
 

 

NOTÍCIAS
.

Notícias sobre tabagismo.

As primeiras páginas do livro.
 
Você pode
COMPRAR AGORA!
Versão impressa:
R$ 38,20
Versão ebook:
R$ 12,92
de 22 a 26 de junho
PROMOÇÃO
Por R$ 34,38
 
Curta a PÁGINA
no FACEBOOK.
 
NÃO DEIXE
PARA DEPOIS.
O MOMENTO
É ESTE!
Versão impressa:
R$ 38,20
Versão ebook:
R$ 12,92
INCA

Segundo o INCA, atualmente, as principais causas de morte entre as mulheres são:

- Em primeiro lugar, as cardiovasculares (infarto agudo do miocárdio e acidente vascular encefálico).
- Em segundo, as neoplasias – de mama, pulmão e colo de útero.
- Em terceiro, as doenças respiratórias.

 
INCA

O INCA coordena e executa, em âmbito nacional, o “Programa de Controle do Tabagismo e outros Fatores de Risco de Câncer” visando à prevenção de doenças na população por meio de ações que estimulem a adoção de comportamentos e estilos de vida saudáveis e que contribuam para a redução da incidência e mortalidade por câncer e doenças relacionadas ao tabaco.

As ações do Programa são desenvolvidas em parceria pelas três instâncias governamentais: federal, estadual e municipal.

 
Sistema Único de Saúde (SUS)

O tratamento do tabagismo pelo Sistema Único de Saúde (SUS) considera uma abordagem cognitivo-comportamental, e também oferece apoio medicamentoso quando indicado, e pode ser realizado em qualquer unidade de saúde pertencente ao SUS.

Para ter acesso ao tratamento contra o fumo, as pessoas podem procurar informações no Posto de Saúde de sua localidade, nas Secretarias Municipais de Saúde, ou, então, ligar para o número 136, o Disque Pare de Fumar.

 
SUS - Grupos de suporte e aconselhamento

Entrar para um grupo de suporte, conseguir aconselhamento ou ler um livro de autoajuda são excelentes suportes que irão auxiliá-lo a entender o que vem pela frente e a lidar melhor com os sintomas da abstinência.

Existem esses tipos de grupos no Sistema Único de Saúde (SUS).

Procure informações nos postos de saúde de sua localidade.

 
SUS - Estatísticas

As estatísticas do SUS mostram que apenas 25% dos fumantes que participam de um programa de tratamento contra o tabagismo conseguem ficar sem fumar no fim do primeiro ano e que apenas 3% dos que se dispõem a parar sozinhos conseguem ficar sem fumar nesse mesmo tempo.

Convenhamos que 25% é muito melhor do que 3%.

Com tratamento especializado suas chances são bem maiores.

O tratamento pode também indicar alternativas e aumentar muito mais a sua possibilidade de sucesso.

 
SUS - Tratamento Gratuito

O SUS oferece atualmente tratamentos gratuitos em mais de três mil unidades públicas de saúde.

Durante o atendimento no SUS, o paciente inicialmente passa por uma CONSULTA DE AVALIAÇÃO INDIVIDUAL, quando é colhida sua história clínica para analisar:

- A motivação do paciente em deixar de fumar.

- Seu nível de dependência física à nicotina.

- Se há indicação ou contraindicação de uso de medicamentos.